domingo, 12 de abril de 2009

ERIC CLAPTON - A AUTOBIOGRAFIA



Resenha
Eric Clapton é muito mais que um rock star; apresentou-se ao redor do mundo em shows disputadíssimos e é um artista fundamental no desenvolvimento musical de toda uma era. Sua maneira de tocar o fez ser chamado de "Deus". Composições como "Layla", "Sunshine of your love", "Wonderful tonight" e "Tears in heaven" são inesquecíveis para várias gerações de fãs de música. E agora, pela primeira vez, Clapton conta a história de sua viagem profissional e pessoal nesta pungente, inteligente e dolorosamente honesta autobiografia. Aqui, o músico conta a história como ela é, sem esconder nada. Sua objetividade e honestidade fazem deste livro uma das memórias mais arrebatadoras de nosso tempo.

Eric Clapton é uma lenda viva, um grande astro do rock, toca guitarra de uma forma mágica e em sua autobiografia passamos a conhecer o homem por trás do mito.

Eric Clapton- A Autobiografia, não é apenas o relato da vida desse importante astro do rock, de sua carreira, da sua luta para vencer o vício em heroína, ou o relato da difícil batalha contra o alcoolismo esse é um livro que conta a história da música, já que Clapton é um conterrâneo dos Beathes e dos Rolling Stones e do grande boom do rock mundial.


Em sua autobiografia Clapton relata sua amizade com George Harrisson, integrante dos Beatles que foi um de seus amigos mais próximos, mais isso não impediu que ele se apaixonasse pela esposa de George, Pattie Boyd.

Pattie Boyd foi a grande obsessão da vida de Eric Clapton, ela foi a musa inspiradora de sua romântica canção intitulada Layla e quase foi o pivô da inimizade entre Harrisson e Clapton, porém nem esse fato foi capaz de acabar com a amizade entre os dois músicos.

No livro Eric também narra o breve romance que viveu com a modelo Carla Bruni, hoje primeira-dama da França, Carla pediu para que ele a levasse até um show dos Rollings Stones, quando apresentou Carla para Mick Jagger, Eric pediu para que ele não desse em cima de sua namorada, o que não adiantou em nada, pois a moça o abandonou para ficar com o líder dos Stones. Esse fato fez com que por muitos ano Eric Clapton mantivesse uma inimizade com Jagger.

A vida familiar de Clapton sempre foi conturbada, na infância pensava que os seus avôs fossem os seus pais verdadeiros, na fase adulta perdeu um filho de quatro anos de forma trágica, mas aos 63 anos Clapton deu a volta por cima, a mais de 20 anos esta livre do alcoolismo, possui uma bela família e mais de 40 anos de carreira e essa sempre foi a parte vitoriosa de sua vida, ate nas fases mais obscuras, quando ele pensava que havia chegado ao fim era capaz de entrar em algum projeto vitorioso.

Esse livro conta a história de Eric Clapton e de como a sua vida cruzou com a vida de pessoas como: George Harrisson, John Lennon, Paul McCartney, Ringo Star, Bob Dylan, Jimi Henderix, Mike Jagger, Ron Wodd, Keith Richards e inúmeros outros astros do rock.

2 comentários:

  1. Karollllllll!!!!! Quero te dar os parabéns, seu blog está com um visual muito bonito.

    Adorei o post, sou fâ desse "cara", faltou um vídeo aqui com uma música para recordarmos bons tempos

    ResponderExcluir
  2. É bom lembrar também que antes da carreira solo, Clapton era integrante da banda fodaça Cream, é de lá que veio, por exemplo, a música "Sunshine of your love". Não sabia desse "incidente" dele com o sacana do Jagger,rs. Só para constar, esse lance de achar que os avós são os pais e tal ... aconteceu também com o Jack Nicholson, deve ser um negócio bizarro.

    Bacana a resenha, e o blog também.

    ResponderExcluir